brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
EDUCAÇÃO

Evento itinerante da Sectet amplia visão sobre ciência em Tucuruí

Por Redação - Agência PA (SECOM)
15/03/2017 00h00

Desenvolver o interesse do público estudantil pela ciência e explorar todas as possibilidades que ela oferece de descobrir o mundo em redor. Essa é a premissa da Mostra de Ciência e Cultura, projeto itinerante da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet), que ocorre nesta quarta (15) e quinta-feira (16) na Escola Deputado Raimundo Ribeiro de Souza, em Tucuruí, sudeste do Estado. O evento é gratuito e reúne atividade como palestras, oficinas, programas de auditório e exposições lúdicas e interativas sobre diversas áreas científicas.

“Esse tipo de evento desperta a nossa curiosidade e faz com que procuremos mais sobre os assuntos abordados. Com certeza é um diferencial no aprendizado”, ressaltou a aluna Raíza Souza, 19 anos, ao visitar os estandes da mostra, evento que antecede as ações regionais da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, promovida anualmente pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Em Tucuruí, as atividades têm a parceria de diversas instituições de ensino e pesquisa do Estado, como Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), Universidade do Estado do Pará (Uepa), Secretaria de Educação (Seduc), Universidade Federal do Pará (UFPA) e o Instituto Federal do Pará (IFPA).

Programação – Uma das atrações é a “Sala de Sensações”, na qual os estudantes entram com os olhos vendados e são estimulados a exercitarem os sentidos por meio de toques em objetos, degustação de substâncias e audição de sons diversos. “A intenção é deixar de lado o sentido da visão para perceber o ambiente e o corpo de outra forma, explicando também as características do sistema nervoso humano”, explica a coordenadora do projeto e professora da Uepa, Nazaré Nascimento.

A mostra é uma oportunidade para dar visibilidade aos projetos que são desenvolvidos dentro das escolas e universidades do Estado. “É comum associar ciência e tecnologia aos cursos de nível superior, mas a ciência está em todos os lugares, desde o ensino infantil à universidade, e um evento como esse torna visível esse fato à população”, acrescenta a diretora da 16ª Unidade Regional de Ensino, Sônia Rosa dos Santos.

Outro projeto exposto na mostra é “Briquete de casca de mandioca”, massa cilíndrica compactada que pode substituir o carvão natural. “Arrecadamos as cascas de mandioca e as reaproveitamos para fazer os briquetes, que são mais duráveis e menos poluentes que o carvão natural. Assim, evitamos o desperdício, o acúmulo de lixo e ainda contribuímos para a preservação do meio ambiente”, diz a aluna Amanda Beatriz, 17 anos, da Escola Estadual Rui Barbosa.

O público visitante poderá conferir também maquetes de sistemas de tratamento individual de esgotos, sessões do Planetário Móvel, da Uepa, e do Programa Natureza, desenvolvido pelo MPEG. Em atividades mais práticas, os visitantes poderão participar de oficinas de verificação da pressão arterial e glicemia e de produção e argumentação textual. A mostra pode ser visitada das 8h às 17h e é aberta ao público em geral. Confira a programação completa do evento aqui.

 

brazino777 Mapa do site