brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
CONHECIMENTO

Pesquisas desenvolvidas no PCT Guamá buscam aprimorar a produção rural paraense

Por Redação - Agência PA (SECOM)
03/02/2017 00h00

Um centro tecnológico avançado, que produz inovações capazes de ajudar em muito o setor produtivo rural, foi a definição de Giovanni Queiroz, titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), após conhecer o Parque de Ciência e Tecnologia Guamá (PCT Guamá), na manhã desta sexta-feira (3), junto com Carlos Xavier, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), e Walter Cardoso, superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) no Pará.

A visita foi acompanhada por Alex Fiúza de Mello, secretário de Estado de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Tecnológica, e Antônio Abelém, presidente da Fundação Guamá, gestora do PCT.

“Nós estamos convencidos de que o Estado do Pará está no caminho, no sentido de dar oportunidade ao nosso produtor de ter contato com tecnologias que vão assegurar maior produtividade e melhor qualidade, seja na produção e beneficiamento do cacau e do açaí, seja em outras áreas”, ressaltou Giovanni Queiroz.

Toda a estrutura do Parque de Ciência e Tecnologia foi mostrada aos visitantes por Alex Fiúza de Mello. Ele informou que o espaço foi construído pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, com financiamento do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O PCT Guamá é o primeiro parque tecnológico da Amazônia, e oferece um ambiente de pesquisa, inovação tecnológica e experimentação para empresas e a sociedade em geral.

Alex Fiúza de Mello destacou que o papel da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) é implantar e divulgar os serviços disponíveis nos prédios e laboratórios que integram o Parque, assim como supervisionar a gestão realizada pela Fundação Guamá. Segundo o secretário, o objetivo da visita foi mostrar que as demais secretarias e instituições estaduais, e toda a sociedade, têm o papel fundamental de pautar os trabalhos, repassar as demandas e disseminar o que é desenvolvido no PCT Guamá.

Cacau, açaí e leite - Os visitantes conheceram o Centro de Valorização de Compostos Bioativos da Amazônia, onde são realizadas pesquisas para melhoramento do cacau e açaí produzidos na região, entre outros projetos. Eles estiveram ainda no Laboratório de Óleos Vegetais e Derivados e no Laboratório de Sensores e Sistemas Embarcados, nos quais encontraram pesquisas e tecnologias fundamentais para o desenvolvimento da agricultura paraense, e no Laboratório da Qualidade do Leite.

Com previsão de inauguração para março deste ano, o Laboratório da Qualidade do Leite é um esforço conjunto do governo estadual, que por meio da Sectet investiu quase R$ 2,3 milhões na construção, e pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) liberou os recursos para aquisição do mobiliário, e do governo federal, via Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), responsável pela aquisição dos equipamentos de diagnóstico. A coordenação do laboratório cabe ao Programa de Ciência e Tecnologia de Alimentos, da Universidade Federal do Pará (UFPA).

“O Laboratório de Qualidade do Leite é extremamente importante para que nós possamos evoluir não só na produção do leite, como na de seus derivados. Um laboratório que atenderá não apenas o Pará, mas toda a Região Norte do País. É uma satisfação saber que o Pará está caminhando a passos largos no sentido de dar mais qualidade à produção rural em nosso Estado”, ressaltou o secretário Giovanni.

Demandas - Carlos Xavier, que também preside o Conselho Administrativo do Senar, destacou que o trabalho desenvolvido no Parque, em especial o que será feito no Laboratório de Qualidade do Leite, vem ao encontro das demandas do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural e, principalmente, dos produtores rurais, como as pesquisas com o queijo do Marajó. Walter Cardoso ressaltou a importância da iniciativa, e prometeu que o Senar irá difundir as ideias desenvolvidas no PCT Guamá e estreitar ainda mais a relação com o governo do Estado.

A Sectet busca constantemente apresentar o complexo do PCT Guamá ao poder público e a instituições, para que a sociedade conheça o potencial desse espaço. “Estamos inaugurando uma nova era para o Pará, com uma retaguarda científica e tecnológica. A ideia é que não seja um espaço de governo ou de estado, mas sim da sociedade”, frisou Alex Fiúza de Mello. (Com acolaboração de Simone Romero – Ascom/Sedap).

brazino777 Mapa do site