brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE

Regional de Paragominas aplica Protocolo de Resposta Rápida para maior segurança de usuários

Criado nos anos 90, o protocolo se volta a evitar a deterioração clínica do paciente, intervindo de forma ativa em conjunto a partir de uma equipe multiprofissional

Por Governo do Pará (SECOM)
01/07/2022 16h19


A equipe multiprofissional do 'Time de Resposta Rápida' do Hospital Regional Público do Leste do Pará (HRPL), em ParagominasPara agir rapidamente frente os quadros de deterioração (piora) de condições clínicas em Enfermaria, o Hospital Regional Público do Leste do Pará (HRPL), em Paragominas, por meio da diretoria Técnica, elaborou e gerencia o Protocolo do Time de Resposta Rápida – TRR, visando a assegurar que qualquer paciente seja devidamente identificado e tratado na vigência de emergência, urgência ou demais intercorrências médicas, mesmo na ausência do médico titular, sem a anuência prévia do mesmo.

O Time de Resposta Rápida (TRR) surgiu nos anos 1990, na Austrália, com o objetivo principal de evitar a deterioração clínica do paciente. A intenção é atuar de forma a intervir de modo ativo em conjunto com a equipe multiprofissional no atendimento clínico ao paciente e, desta forma, contribuir na implementação e nas melhorias na qualidade e segurança nas Unidades.

Esse método utiliza sistema de códigos para acionamento do TRR, sendo eles o Código Azul, Atendimento de PCR – Fluxo de Atendimento Código Azul, e o Código Amarelo relacionado às Emergências e Urgências – Fluxo de Atendimento Código Amarelo. O Protocolo TRR tem como objetivos, difundir conhecimento; padronizar atendimento; identificar precocemente a necessidade do TRR; tratar precocemente o paciente que necessita dessa estratégia; diminuir morbidade e mortalidade e racionalizar recursos diagnósticos e terapêuticos.Além de todos esses benefícios, o TRR busca a sistematização do atendimento de pacientes em emergências ou urgências, diminuindo assim, a mortalidade intra-hospitalar, já que previne e reduz o número de Paradas Cardiorrespiratórias (PCR), gerando maior sobrevida desses pacientes; reduz admissões e readmissões em UTI, e garante maior segurança dos pacientes.

Conforme informou o diretor técnico, médico intensivista, Lelyson Ribeiro Marciel Fonseca, o TRR é composto por equipe multiprofissional devidamente capacitada, com expertise em cuidados de paciente em PCR, e em urgências e emergências médicas.

O TRR visa a identificar e tratar precocemente os pacientes que apresentam deterioração clínica (piora do estado de saúde) ou estão em risco de morte fora do ambiente da UTI. O intensivista reforça que a segurança do paciente tornou-se indispensável para o sistema de saúde, portanto iniciativas vêm sendo implantadas, no decorrer dos anos, com vistas a reduzir os eventos adversos.

"A atuação TRR consolida-se como estratégia para prover atendimento ao paciente que apresente sinais de deterioração clínica no setor de Internação Geral em hospitais. Esse protocolo é aplicado nos setores abertos tais como Clinica Cirúrgica, Clinica Médica, Centro Cirúrgico, Tomografia, Ambulatório e Pronto Atendimento do HRPL”, destaca Lelyson Maciel.

Ainda segundo o médico, estudos evidenciaram que a PCR é precedida de deterioração clínica, em média de 6 a 8 horas antes do evento, por isso, diversos fatores clínicos como, por exemplo, classificação de mews, que é um conjunto de orientações sobre risco clínico do usuário, de acordo com o local onde ele está internado, norteiam a atuação da equipe multiprofissional do TRR.

O operador de trator de Paragominas, Matheus Rodrigues da Silva, foi admitido no HRPL com politraumatismo proveniente de acidente de moto, que o levou a  internação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital, onde foi submetido à traqueostomia para melhora do padrão respiratório do usuário.
 
A atuação da equipe do TRR aconteceu nesse período de internação do usuário nesse setor, quando a cânula colocada durante o procedimento começou a  externalizar e, nesse momento, o usuário começou a ter dificuldades respiratórias. Por conta do quadro Clínico apresentado naquele momento, a equipe multiprofissional que compõe o TRR foi acionada. 

Entre os profissionais que assistiram o usuário, estavam as equipes de Cirurgia Geral, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, para atender o usuário verificar sobre qual seria o melhor tratamento referente à decanulação.

Segundo o usuário, a assistência prestada pelo TRR o ajudou muito, pois todos os profissionais lhe atenderam muito bem.

"Nesse momento que passei na UTI, depois do atendimento que recebi da equipe Multiprofissional, me senti muito bem e mais confortável. Estive no Porto Atendimento, Centro Cirúrgico, Clínica Cirúrgica e na UTI, onde fiquei mais tempo, e a assistência rápida desses profissionais com relação à decanulação contribuiu muito com a melhora do meu estado de Saúde", reconhece o usuário.
 
Mateus informou que no momento do processo de teve alta da Clínica Cirúrgica, foi atendido novamente pela equipe multiprofissional pelo TRR, formada, nesse caso, por fonoaudiólogo, fisioterapeuta e equipe médica, que a oportunidade orientou usuário e cuidador sobre como proceder em casa, no pós-alta. A diretoria do HRPL também esteve presente nesse momento tão esperado pelo usuário e seus familiares.

HRPL - O Hospital Regional Público do Leste é um órgão do Governo do Pará, no município de Paragominas. A unidade é administrada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (Indsh), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

O Hospital presta assistência de média e alta complexidades para uma população de cerca de 800 mil habitantes de 23 municípios da região nordeste estadual.

SERVIÇO

O Hospital Regional Público do Leste (HRPL) fica na rua Adelaide Bernardes, s/n, no bairro Nova Conquista, em Paragominas. Mais informações pelos telefones: (91) 3739.1046 / 3739.1253 / 3739.1102.

Texto de Joelza Silva / Ascom HRPL

brazino777 Mapa do site