brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
AGRICULTURA E PESCA

Em Brasília (DF), Emater participa de encontro sobre inclusão produtiva rural

Empresa de Assistência Técnica e Rural atua junto ao Ministério de Assistência Social no auxílio de famílias em situação de vulnerabilidade econômica

Por Ascom (Ascom)
09/11/2023 13h03

Nesta quinta-feira (9), em Brasília, no Distrito Federal, uma comitiva da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) participa do encontro Desafios para a Inclusão Produtiva Rural, realizado na sede do Instituto Interamericano de Cooperação (IICA) pela Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sesan) e com transmissão online concomitante. A programação inclui debates e palestras com o ministro Wellington Dias e pesquisadores internacionais. 

Representando o governo do Pará, o presidente da Emater, Joniel Abreu, compartilha metas e resultados da contemplação pelo Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais, conhecido como “Fomento Rural”, de 6 mil e 800 famílias em 82 municípios da Amazônia paraense.

No Pará, o Programa Fomento, uma política pública do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS), é efetivado pela Emater, por meio de um acordo de cooperação técnica (act) renovado em outubro.

O Acordo de agora, com vigência até 2026, aumenta em mais de 20% o número de famílias beneficiárias e em mais de 30% o número de municípios incluídos.  O montante que cada família receberá, a fundo perdido, para investir em negócios próprios também quase que dobrou: de R$ 2.400 para R$ 4.600. 

As famílias são moradoras de zonas rurais ou periurbanas e consideradas em situação de pobreza a partir de índices do Governo Federal. O objetivo é injetar recursos em empreendimentos que gerem trabalho e renda, além de que resultem em melhoria na qualidade de vida das comunidades como um todo, no sentido de oferta de serviços. 

O papel da Emater perpassa fases de diagnóstico,mobilização, planejamento, capacitações, implementações, avaliação de perfomances e orientação na comercialização, inclusive no que tange a educação financeira e contabilidade.

Integrante da comitiva da Emater e da equipe responsável pelo gerenciamento do  ACT, a chefe do Núcleo de Metodologia e Comunicação (NMC), veterinária Cristiane Corrêa, mestra em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável, destaca a recente parceria com a Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster) no processo: “Para garantir segurança alimentar e nutricional e tonificação das diretrizes do PAA [Programa de Aquisição de Alimentos]”, completa.

Agenda

Além de  comandar a contribuição do Pará no evento ministerial, esta semana o presidente da Emater, Joniel Abreu, cumpre agenda institucional na capital do país, a fim de regular diretrizes e reforçar a importância da agricultura familiar paraense no cenário nacional.

O gestor reuniu-se com deputados federais do Pará e com representantes da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), do Ministério das Cidades (MC) e do Ministério do Turismo (MTur). 

Em pauta, assuntos como colaboração para o aparelhamento da Emater, projetos Bolsa Verde e Florestas Produtivas, Turismo Rural e Minha Casa, Minha Vida Rural (MRMV). 

“Todo este momento é de articulação e entendimento sobre em quais programas, projetos e ações a Emater pode estar junto para promover, por exemplo, questões do agroturismo e de demandas das comunidades tradicionais”, diz Abreu. 

Texto de Aline Miranda

brazino777 Mapa do site