brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
INFRAESTRUTURA E MOBILIDADE

PA-407 pavimentada garante segurança e agiliza escoamento da produção de açaí

Moradores e comerciantes de Igarapé-Miri ressaltam os benefícios de mais uma obra de infraestrutura viária entregue pelo governo do Estado

Por Ascom (Ascom)
14/11/2023 11h04

Sentada à margem da confluência entre os rios Meruú-Açu e Maiauatá, no município de Igarapé-Miri, na Região de Integração Tocantins (nordeste paraense), a dona de casa Norma Dias, 47 anos, observa as embarcações chegando abarrotadas de açaí e o movimento constante dos veículos que transportam o fruto para outros lugares utilizando os 17 quilômetros da Rodovia PA-407, na Vila de Maiauatá, que completou um ano de construção e pavimentação – obras executadas pelo Governo do Pará.

Moradora Norma Dias: "Era muita dificuldade. Agora, graças a Deus, ficou tudo tranquilo. O governador está de parabéns”. Uma realidade hoje bem diferente, tanto para moradores quanto para as empresas de escoamento de açaí. “Chegava um certo ponto em que a gente tinha que andar só a pé, pois os carros ficavam atolados. Era muita dificuldade. Agora, graças a Deus, ficou tudo tranquilo. Esse asfaltamento foi muito bom. O governador está de parabéns”, destaca Norma Dias, que reside no local há cerca de 25 anos.


Comerciante Pedro Lázaro: "Os caminhões passaram a entrar para deixar a mercadoria", destacou ele.O asfaltamento da PA-407 proporciona segurança, saúde e geração de emprego e renda, ressalta o comerciante Pedro Lázaro, 45 anos, dono de um pequeno comércio próximo à rodovia. “Os caminhões passaram a entrar para deixar a mercadoria. Na questão de saúde, quando chegavam doentes de outras localidades, ribeirinhos, era difícil. O paciente queria chegar ao atendimento e não tinha como; era só buraco, o carro batia. Agora, para chegar, é rápido”, garante Pedro.

Mototaxista Alfredo Moraes faz viagens diárias na região. “A gente gasta menos e a demanda de passageiros aumentou"Quem também se beneficiou diretamente com a pavimentação da PA-407 foi o mototaxista Alfredo Moraes, 37 anos, que faz viagens diárias entre a Vila de Maiauatá e o centro de Igarapé-Miri. “Tem a questão financeira e a segurança do meu veículo. Gasta menos, e a demanda de passageiros e viagens aumenta. Pra quem tem o seu próprio veículo, ficou muito seguro. Antes do asfalto, no verão, spo poeira e buraco. No inverno, lama. Ficava intrafegável. Hoje, se for ver nos arredores, todas as casas têm um veículo. Facilita a locomoção”, informa o mototaxista.

Rodovia do Açaí – A PA-407 interliga a PA-151 – principal corredor viário do Baixo Tocantins -, com a Vila Maiuatá, em Igarapé-Miri. As obras de construção e pavimentação foram estratégicas para o desenvolvimento econômico da região. A rodovia é importante para o município ser o maior produtor de açaí do país, com 420.680 toneladas em 2022, abastecendo o Pará, demais estados do Brasil e outros países.

Motorista, Ruan Carlos: "Melhorou tanto para nós, motoristas, quanto para a população da Vila Maiuatá”, afirmou eleO motorista Ruan Carlos, 28 anos, trabalha com transporte de carga na PA-407 para a Nutrilatino Açaí, uma das indústrias processadoras do fruto em Igarapé-Miri. De acordo com ele, o asfaltamento da via diminuiu o tempo do percurso, antes feito em cerca de uma hora, para 40 minutos. “O acesso era difícil. Lameiro, buraco, caminhão atolado. Muito ruim. Hoje, graças a Deus, a melhoria foi de basicamente 100%. Melhorou tanto para nós, motoristas, quanto para a população da Vila Maiuatá”, informa.

De acordo com o gerente Comercial da Nutrilatino Açaí, Reinaldo Mesquita, a via pavimentada melhorou o recebimento dos carregamentos e agilizou o escoamento da produção do fruto in natura. “Quando a via não tem um bom acesso, um caminhão não pode trafegar com o peso total, que é de 18 toneladas de açaí. O veículo podia pegar um atoleiro e virar. Acidentes já aconteceram em razão de atoleiro. Trazíamos, em média, só 70% da carga”, diz Reinaldo.

Rapidez e qualidade - Ele também explica que o transporte direto pela Rodovia PA-407 movimentou o comércio da Vila Maiuatá e melhorou a qualidade do açaí. “O barco tinha que dar a volta e descarregar nos portos do centro da cidade. Sem movimentação, o comércio não é atrativo. Hoje, é diferente. Além disso, os barcos que vinham de Abaetetuba, por exemplo, perdiam cinco horas para uma travessia que hoje demora, no máximo, 20 minutos. O fruto não sofre. A coleta é feita pela manhã e, à tarde, tem carregamento de açaí fresco, da hora, sem alterar a qualidade. O açaí é frágil, tem que ser processado em até 24 h”, informa.

Para Adler Silveira, titular da Secretaria de Estado de Transportes (Setran), a chegada do asfalto à Rodovia PA-407 garantiu infraestrutura adequada para a segurança das pessoas que trafegam entre a Vila Maiauatá, as ilhas e a sede municipal de Igarapé-Miri. “Principalmente, por se tratar de uma estrada estratégica, por seu vínculo com a produção e escoamento do açaí, produto que desde a entrega da PA-407 ganhou mais competitividade com a redução no preço do frete, garantindo mais renda e emprego para a população da região”, ressalta Adler Silveira.

brazino777 Mapa do site