brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Famílias de Peixe-Boi são beneficiadas com o Cadastro Nacional da Agricultura Familiar

Entregue pela Emater local, o CAF permite o acesso a políticas públicas, como o Programa Nacional de Alimentação Escolar

Por Governo do Pará (SECOM)
01/12/2023 23h59

O Cadastro Nacional da Agricultura Familiar (CAF), módulo pessoa física, foi entregue na quinta-feira (30) pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater), por meio do Escritório Local do município de Peixe-Boi, na região Nordeste. A ação beneficiou inicialmente 17 famílias, reunidas na Associação dos Agropecuaristas da Produção Familiar Rural e Conservação de Meio Ambiente, na comunidade Anauerá, loteamento Bonfim l. O documento dará acesso ao Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) e ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

“Em agosto fomos procurados pelo presidente da Associação, que buscou apoio para conseguir a emissão do CAF. Foram três meses de levantamento de dados, e identificamos que a maioria dos produtores procuraram a Emater para acessar o PNHR, o Pronaf, a aposentadoria e o auxílio maternidade”, explicou o extensionista rural Cleto Cella, que acompanhou as famílias no processo de emissão do Cadastro.

A Associação tem 120 famílias. A meta, até o final do primeiro semestre de 2024, é alcançar 60% do quadro social, que é um critério para a inscrição da Associação no CAF jurídico, para acesso, prioritariamente, ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

“Como extensionista da Emater Pará sigo com o sentimento do dever cumprido. A inserção das famílias no CAF é a porta que se abre para o acesso às políticas públicas para a agricultura familiar”, disse o chefe do Escritório Local de Peixe Boi, Thomáz Welligton Nascimento da Silva. “É garantir a segurança alimentar, assegurar um nível de vida digno, dar suporte no combate às mudanças climáticas e gestão mais consistente dos recursos naturais às famílias beneficiárias da Ater (assistência técnica e extensão rural)”, acrescentou.

As principais cadeias produtivas desenvolvidas pelas famílias beneficiadas são avicultura, olericultura e suinocultura. “Hoje, os produtores da Associação entendem e sabem da importância do CAF. Estamos muito felizes, já na expectativa para o acesso às políticas públicas. Somos muito gratos à Emater pela parceria”, frisou o presidente da Associação, Alcirlando Andrade Neves, 55 anos.

Texto: Sarah Mendes - Ascom/Emater

brazino777 Mapa do site