brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
CULTURA MUSICAL

Fundação e Instituto Carlos Gomes consolidam qualificação, pesquisa e extensão

Estudantes, professores e a comunidade em geral foram beneficiados por cursos e entrega de instrumentos musicais, em Belém e no interior

Por Fabiana Otero (FCG)
15/12/2023 18h10

A Fundação Carlos Gomes e o Instituto Estadual Carlos Gomes promoveram eventos que valorizam a produção musicalCom o objetivo de difundir e contribuir para a formação musical no Pará, por meio do ensino, pesquisa e extensão, a Fundação Carlos Gomes e o Instituto Estadual Carlos Gomes promoveram diversas iniciativas, ao longo do ano, que beneficiaram estudantes, professores e a comunidade em geral.

A qualificação técnica e capacitação de bandas musicais e comunidades dos municípios foram oferecidas pela Fundação Carlos Gomes, ao intensificar as ações de interiorização. Um dos destaques foi a entrega de 1.500 flautas doces para prefeituras, associações e bandas de 17 municípios das regiões de Integração Guamá, Tocantins, Rio Capim, Marajó, Baixo Amazonas e Guajará.

Junto com a entrega de instrumentos, a instituição promoveu oficinas de capacitação de flauta doce, canto coral, violoncelo, violino, flauta doce, percussão, trombone e flauta transversal, e de manutenção de instrumentos, voltadas para professores e alunos dos municípios de Ponta de Pedras, Anapu, Santa Cruz do Arari e Brasil Novo. Visando ao aperfeiçoamento técnico, a Fundação proporcionou capacitação para 16 regentes de bandas, em 11 municípios, que receberam conhecimentos avançados sobre regência, por meio da oficina realizada pelo maestro Marcos Sadao, que participou da atividade na sede da instituição.

Para fomentar a educação musical, a Fundação Carlos Gomes e o Instituto Estadual Carlos Gomes promoveram diversos eventos, com destaque para a VI edição do Encanta -Encontro de Canto da Amazônia, V Encontro de Coros do Pará, Encontro de Madeiras e Metais, 39º Festival de Música Brasileira, Concurso Dóris Azevedo e IX Festa do Ritmo. Além das apresentações com a participação dos músicos convidados e grupos artísticos da Fundação, os eventos proporcionaram oficinas e masterclasses, beneficiando alunos, músicos e toda a comunidade.

Música nos Museus - Para democratizar o acesso à música clássica, a Fundação Carlos Gomes promoveu apresentações do Projeto Música nos Museus, realizado em parceria com o Sistema Integrado de Museus e Memoriais (SIMM), da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), com o apoio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel). Foram 30 concertos em diversos espaços históricos da capital paraense, com a participação de grupos artísticos compostos por professores, técnicos e alunos do IECG.

“Nossa avaliação das ações deste ano é positiva, pois conseguimos investir em eventos e ações estratégicas, que proporcionaram música de qualidade para o público, e também qualificação para os alunos e a comunidade em geral em diversas regiões. No próximo ano, investiremos na criação de novos polos regionais,  com o objetivo de cada vez mais levar o ensino musical de qualidade voltado para os futuros músicos do Estado”, destacou o superintendente da Fundação Carlos Gomes, Gabriel Titan.

Segundo ele, outro avanço importante da gestão está nas parcerias firmadas entre a instituição, os órgãos estaduais e entidades, como a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa (Fapespa), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Fumbel, para desenvolver iniciativas voltadas ao desenvolvimento de pesquisa, formação e disseminação musical no Estado.

Música e Cidadania - Em 2023, o Instituto Estadual Carlos Gomes investiu no aperfeiçoamento do ensino, da pesquisa e extensão. A instituição, atualmente, atende a 1.260 alunos nos cursos de iniciação musical, preparatório, cursos livres de violão e guitarra, curso técnico e bacharelado.

Ao longo do ano, o Instituto promoveu atividades dos 21 projetos de pesquisa e extensão, que oferecem aos alunos e à comunidade externa o aprofundamento técnico sobre teoria e prática musical, por meio de apresentações em parceria com músicos convidados.

Um dos destaques é o Projeto Música e Cidadania, que envolve escolas públicas, associações comunitárias e ONGs, beneficiando 767 crianças, adolescentes, jovens e adultos de comunidades da periferia da Região Metropolitana de Belém, que puderam participar de aulas de canto coral, violão, flauta doce e transversal, teclado e banda sinfônica. 

O objetivo é contribuir para a construção da cidadania. Atualmente, o Projeto conta com cinco polos ativos: Movimento de Emaús, Jardim das Oliveiras, Associação Filantrópica Icuí Solidário, Lar de Maria e Cristo Redentor.

Produção científica - Entre as conquistas mais importantes, que impulsionam pesquisas, estão a inclusão da Fundação Carlos Gomes no Diretório de Instituições do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e a inscrição na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC).

“Sem dúvida, com as inscrições da instituição no CNPq e na Capes, teremos grandes avanços relacionados à pesquisa no Instituto Estadual Carlos Gomes. Com isso, a instituição ganhará mais destaque no cenário de produção científica e possibilitará uma futura oferta de cursos de pós-graduação Stricto Sensu (mestrado e doutorado), além de possibilitar que os docentes e alunos possam pleitear bolsas de pesquisa para desenvolver o conhecimento musical. Ressalto que foi um dos grandes legados desta gestão, que proporcionará os próximos passos para a expansão da atuação do Instituto no ensino superior”, destaca a diretora de Ensino do Instituto Estadual Carlos Gomes, Thais Cybelle Araújo da Silva.

brazino777 Mapa do site