brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
CULTURA E LAZER

Segundo dia de atrações reúne mais de 500 pessoas no Teatro Margarida Schivasappa

Eventos fazem parte da programação de reabertura do espaço, e, neste sábado, o Grupo Experiência apresenta o espetáculo “Belém-Bragança: os trilhos da esperança”

Por Manuela Oliveira (FAPESPA)
16/12/2023 17h32

Após as homenagens a Nilson Chaves, a programação de reabertura do Teatro Margarida Schivasappa continua. Hoje (16), a partir das 20h, o grupo Experiência aguarda o público para o espetáculo “Belém-Bragança: os trilhos da esperança”. O ingresso é solidário e pode ser trocado por um 1kg de alimento não perecível.

Concebida como um projeto visionário de integração e desenvolvimento, a estrada de ferro entre Belém e Bragança não só conectou duas localidades distantes, mas também abriu caminho para uma rica tapeçaria de histórias humanas. O espetáculo explora  as narrativas entrelaçadas de personagens inspirados em relatos reais daqueles que testemunharam as transformações ao longo dos trilhos. 

Com um elenco talentoso e uma ambientação envolvente, “Belém-Bragança: os trilhos da esperança” transcende o tempo e transporta o público para uma era passada, celebrando a resiliência das comunidades locais e o impacto duradouro da ferrovia na construção da identidade regional. 

Mais cedo, às 16h, o grupo Palhaços Trovadores apresentou o Musiclown, espetáculo que reuniu músicas do cancioneiro popular e trovas criadas por um dos seus integrantes. A poética dos Palhaços Trovadores é inspirada nos folguedos populares sempre utilizados pelo grupo.

O coordenador de Artes Cênicas da Casa das Artes, Danilo Bracchi, comentou sobre a programação de reabertura do Teatro. “A melhor maneira de comemorar a reabertura do Margarida Schivasappa foi realmente convidar os Palhaços Trovadores, que é um grupo de palhaços com 25 anos de carreira, reconhecidos nacional e internacionalmente”, disse.

“E depois a gente convida também o grupo experiência, que é um grupo que já tem 50 anos, é um grupo que tem nome, que tem história na no Pará. A importância de convidar essas companhias é a história que cada uma delas tem no teatro paraense”, completou.

História - O Teatro Margarida Schivasappa completou 36 anos em 2023. Ao longo dessa história de mais de três décadas, o espaço promoveu projetos de incentivo à cultura, oferecendo pautas gratuitas para músicos, atores e bailarinos, que obtiveram apoio da FCP para a utilização de toda a infraestrutura sem custos, incluindo equipamentos de som, iluminação e apoio de equipe técnico para os espetáculos.

Pelo palco já passaram companhias de bairros da periferia de Belém, alunos de escolas públicas e particulares, eventos de causas solidárias, grupos do interior, espetáculos de produção independente e outras manifestações artísticas. Também já recebeu artistas reconhecidos do cinema e da dramaturgia, orquestras, grupos de dança, de teatro e de circo.

Modernização - Situado no Centur, sede da Fundação Cultural do Pará (FCP), em Belém, o Teatro Margarida Schivasappa passou por amplo e moderno processo de renovação durante um ano. Após obras estruturais, aquisição de novos equipamentos e poltronas, o teatro será reaberto com uma programação acessível e solidária, idealizada pela Fundação Cultural para contemplar todas as vertentes artísticas.

Agora há 518 lugares, sendo seis poltronas para pessoas com obesidade, seis para pessoas com mobilidade reduzida e oito lugares para cadeirantes. Na parte de trás do teatro também foi instalado um novo elevador para pessoas com deficiência (PcDs). 

Serviço

Espetáculo “Belém-Bragança: os trilhos da esperança”

Data: 16/12/23

Horário: 20h

Local: Teatro Margarida Schivasappa, térreo do Centur

Endereço: Avenida Gentil Bittencourt, 650 - Nazaré

Texto de Álvaro Frota / Ascom FCP

brazino777 Mapa do site