brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
AGROPECUÁRIA

Servidores da Adepará têm capacitação para atuarem no controle da raiva dos herbívoros

Treinamento objetiva assegurar a excelência no controle da raiva, contribuindo com o crescimento da pecuária e evitando prejuízos para o setor produtivo

Por Rosa Cardoso (ADEPARÁ)
20/12/2023 12h16

Agentes de fiscalização agropecuária e auxiliares de campo da Gerência Regional de Tucumã, no sudeste paraense, participaram este mês de uma capacitação para atuar no monitoramento e captura de morcegos hematófagos, aqueles que se alimentam de sangue. A unidade regional abrange os municípios de Tucumã, São Félix do Xingu, Ourilândia do Norte e Água Azul do Norte.

O treinamento compreendeu aulas teóricas e práticas de captura em propriedades rurais de Tucumã. Um total de 8 servidores foram capacitados para atuar contra a raiva animal na região. Para as ações de campo, os profissionais utilizam equipamento de segurança e verificam locais que podem servir de abrigo para os morcegos. 

Morcego-Vampiro - O morcego hematófago da espécie Desmodus rotundus é o principal transmissor da raiva no Brasil  e a Adepará, por meio do Programa Estadual de Controle da Raiva dos Herbívoros, realiza o controle populacional dessa espécie para que não ofereça risco aos animais de produção. Além disso, realiza a vacinação obrigatória nos rebanhos bovino, bubalino, caprino, equídeo e ovino de 50 municípios paraenses localizados em quatro regiões de integração do estado: Guamá, Tocantins, Caeté e Rio Capim.  

As ações do programa ajudam a reduzir a prência da doença na população de herbívoros domésticos no Pará, contribuindo para a diminuição dos prejuízos econômicos na pecuária e dos riscos para a saúde pública, já que a raiva não tem cura. 

O fiscal agropecuário e médico veterinário, Glaucio Galindo, explica que a capacitação de agentes e auxiliares de campo fortalece ainda mais o trabalho que é desenvolvido pelo programa estadual de controle e erradicação da raiva dos herbívoros.

“Tal capacitação permitirá o fortalecimento da atividade na região, que é essencial para o saneamento de focos de raiva dos herbívoros bem como a vigilância da doença. O morcego hematófago da espécie Desmodus rotundus é o principal transmissor da raiva em nosso país e essas ações de controle são fundamentais para garantir a saúde do rebanho paraense”, ressaltou Glaucio Galindo, gerente do programa estadual.

Programa de controle da Raiva Animal - O programa estabelece ações para o efetivo controle da ocorrência da raiva dos herbívoros no Brasil. Tem como objetivo atingir a excelência no controle da raiva, contribuindo com o crescimento da pecuária, diminuindo os prejuízos e colaborando com a saúde pública, com o controle de morcegos hematófagos e a educação sanitária.

No Pará, tem-se observado o aumento gradativo do número de casos de raiva em herbívoros, transmitida pelo Desmodus rotundus. Os principais fatores para o aumento dos casos foram as alterações no meio ambiente que ocorreram principalmente por desmatamento, mas também pela ampliação de cidades, pela construção de rodovias e até de hidroelétricas, que alteraram o ambiente em que os morcegos viviam, obrigando-os a procurar novas áreas e novas fontes de alimentação.  

O aumento da população de morcegos hematófagos, se dá especialmente em virtude do aumento da oferta de alimento, com a introdução da pecuária em diversas regiões e a baixa cobertura vacinal dos animais. A combinação desses fatores permitiu a multiplicação das populações de morcegos hematófagos e os obrigou a procurar novo habitat para sobreviver.

brazino777 Mapa do site