brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
VISAGENS E ASSOMBRAÇÕES

'Uma Noite no Museu' encerra 2023 com homenagem à obra de Walcyr Monteiro

Acervos, exposições e uma Ópera Rock integraram o circuito do projeto, que envolve o visitante em história e cultura

Por Governo do Pará (SECOM)
22/12/2023 23h21

’Ópera Rock’ baseada na obra de Walcyr Monteiro, projeto desenvolvido pela Fundação Carlos GomesPara encerrar 2023 com muita cultura e lazer, nesta sexta-feira (22) ocorreu a última edição do ano do Projeto "Uma Noite no Museu", criado para levar o público a visitar os espaços culturais do Estado no período noturno. Desta vez, além do percurso pelos museus administrados pela Secretaria de Estado de Cultura (Secult), foi realizado no Parque Cemitério Soledade a “Ópera Rock”, concerto promovido em parceria com a Fundação Carlos Gomes. Cerca de 3 mil pessoas participaram da ação.

Com início as 18 h, as visitações incluíram o Espaço Cultural Casa das Onze Janelas (Cojan); Museu do Forte do Presépio; Museu de Arte Sacra (MAS); Museu do Círio; Museu do Estado do Pará (MEP); Museu da Imagem e do Som (MIS); Centro Cultural Palacete Faciola e Parque Cemitério Soledade.

Além dos acervos permanentes em exposição, o público acompanhou as exposições ativas temporariamente nos espaços: “Amazônia Presente”, na Cojan; “Eneida Simplesmente”, no MIS; e “Brecheret Mordenista – A imagem indígena como símbolo de brasilidade”, no MEP.

Encantamento - As 19 h, os visitantes do Parque Cemitério Soledade assistiram à “Ópera Rock”, uma apresentação musical baseada na obra “Visagens e Assombrações”, do escritor paraense  Walcyr Monteiro. O musical é promovido pelo Ópera Estúdio, projeto desenvolvido pela Fundação Carlos Gomes.

A conciliação da música, teatro e patrimônio histórico encantou a visitante Lucélia Gonçalves Moraes, 35 anos, que pela primeira vez conheceu o Parque Cemitério Soledade e participou do circuito cultural. “Eu sempre tive vontade de conhecer o Parque, e quando a Secult iniciou o Projeto Uma Noite no Museu eu sempre tentei vir ao longo do ano, mas nunca conseguia. Esse foi o primeiro dia que eu consegui, e tá sendo maravilhoso. Juntou tudo o que eu gosto”, disse a visitante.

Passeando pela primeira vez pelo Parque, Arthur Menezes, 24 anos, se interessou em participar da programação por meio da narrativa musical das obras de Walcyr Monteiro, juntamente com a curiosidade de conhecer o Soledade após a revitalização do espaço. “Além de um espaço cultural, (o Parque Cemitério Soledade) é um espaço de memória. Tornar acessível e produtivo os espaços culturais é uma política pública que deve ser mantida e ampliada", ressaltou Arthur Menezes, acrescentando que “a atitude geral de 'Uma Noite no Museu' é trazer os trabalhadores para dentro dos museus. Eu acho muito produtivo por parte do Estado tornar esses lugares acessíveis a partir da noite, porque geralmente é o horário no fim de semana que as pessoas procuram para passear”.

Foi a sétima edição de "Uma Noite no Museu", projeto que começou em junho deste ano, como parte das ações mensais da Secult, sendo realizado toda primeira sexta-feira do mês. A iniciativa foi pensada e executada como política pública de inserção aos patrimônios do Estado, com o objetivo de envolver os paraenses em sua própria história. Ao longo das edições, mais de 80 mil pessoas passaram pelos espaços culturais.

Texto: Quezia Dias - Ascom/Secult

brazino777 Mapa do site