brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SAÚDE PÚBLICA

Sespa orienta para atendimento em saúde mental pelo SUS no 'Janeiro Branco'

Além dos seis Centros de Atenção Psicossocial (Caps) geridos pela Sespa, mais 98 são administrados pelos municípios nas regiões do Pará

Por Mozart Lira (SESPA)
10/01/2024 17h55

Início de um novo ano, com toda a simbologia de reconstrução, como uma folha por escrever, indica que as pessoas estejam propensas a repensar suas vidas, estabelecendo metas a serem cumpridas. Essas sensações inspiraram a campanha “Janeiro Branco”, em que profissionais de saúde alertam para os cuidados com a saúde mental e emocional da população.

O objetivo é debater a prevenção das doenças decorrentes do estresse, como ansiedade, depressão e pânico, desencadeadas por uma série de fatores, como genética, estresse, excesso de substâncias e traumas. Nessa lista integram também os transtornos de humor, esquizofrenia e o transtorno bipolar.

Para orientar a população nesse sentido, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) oferece atendimento psicológico em seis Centros de Atenção Psicossocial (Caps) de gestão estadual, sendo cinco na capital e um em Santarém (na região Oeste). Os espaços contam com equipe multiprofissional.

A Sespa dispõe, ainda, de atendimento psicológico para pacientes dos territórios das Usinas da Paz e do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna.

Ampliação - Entre os investimentos realizados na área da saúde mental estão as obras de ampliação do Hospital de Clínicas, na capital, e a abertura de 40 leitos para urgência e emergência psiquiátrica no novo Pronto-Socorro de Belém.

A Sespa destaca que outros 98 Caps, administrados pelas prefeituras municipais, estão distribuídos por todo o Pará. Pessoas que sofrem com a depressão e não conseguem buscar ajuda de profissional de saúde, ou mesmo aquelas com risco de autoagressão, podem ainda buscar apoio em conversas com os voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV), em parceria com o SUS (Sistema Único de Saúde), pelo número 188. Por esse canal de comunicação, os cidadãos recebem apoio em momentos de crise e ajuda para prevenção de gestos extremos.

Em casos de emergência, a população deve recorrer ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), pelo 192, às Unidades de Pronto Atendimento (UPpas), Prontos Socorros e ao Setor de Emergência Psiquiátrica do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna, em Belém.

Ildeney Morais, coordenadora de Saúde Mental da Sespa, informa que os centros dispõem de equipe multidisciplinar e diversas terapêuticas “para propiciar ao paciente melhor qualidade de vida e inclusão produtiva possível”.

“Os Caps orientam quanto à possibilidade de amenizar e até prevenir as crises de ansiedade e depressão por meio de exercícios físicos, da higiene do sono, além de uma boa alimentação, por meio de um acompanhamento com nutricionista”, explica a coordenadora.

Além dos Caps geridos pela Sespa, outros 98 de gestão municipal estão em funcionamento no Pará.

Os seis Caps que estão sob a gestão estadual em Belém e Santarém, com classificação segundo perfil de atendimento:

1. Caps Icoaraci (Caps I): Rua 15 de Agosto, nº 845. Atendimento a todas as faixas etárias, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas.

2. Caps Amazônia (Caps II): Passagem Dalva, 377, Marambaia, telefones: 3231-2599/ 3238-0511. E-mail: dlynwl.com@tom.com. Atendimento a todas as faixas etárias, para transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas.

3. Caps Renascer (Caps III): Travessa Mauriti, 2179, entre as avenidas Duque de Caxias e Visconde de Inhaúma, bairro da Pedreira, telefone: (91) 3276-3448. E-mail: capsrenascer@yahoo.com.br. Acolhimento noturno e observação para todas as faixas etárias, atendendo transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas.

4. Caps Grão-Pará (Caps III): Rua dos Tamoios, 1840, Batista Campos, telefone: (91) 3269-6732, E-mail: capsgraopara@yahoo.com.br. Acolhimento noturno e observação para todas as faixas etárias, atendendo transtornos mentais graves e persistentes, inclusive pelo uso de substâncias psicoativas.

5. Caps Marajoara (Caps AD III): Conjunto Cohab, Gleba I, WE-2, 451 - Nova Marambaia, telefone: (91) 3236-0399. E-mail: capsmarajoara@gmail.com. Álcool e Drogas: Acolhimento noturno e observação. Funcionamento 24 horas. Atende a todas as faixas etárias, incluindo transtornos pelo uso de álcool e outras drogas.

6. Caps Santarém (Caps AD III): Travessa Dom Amando, Santa Clara, Santarém-PA, telefone: (93) 3523-1939. Álcool e Drogas: Acolhimento noturno e observação, com funcionamento 24 h. Atende a todas as faixas etárias, incluindo transtornos pelo uso de álcool e outras drogas.

brazino777 Mapa do site