brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
SEGURANÇA

Seap realiza revistas nas unidades da região do Caeté

Por Caroline Rocha (SEAP)
12/01/2024 11h46

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), iniciou uma revista geral nas unidades que compreendem a região do Caeté, nordeste paraense. A operação, divida em dois dias, teve início na terça-feira (9), e compreendeu as Unidades de Custódia e Reinserção de Capanema (UCR Capanema) e Salinópolis (UCR Salinópolis). Na quarta-feira (10), foi a vez da unidade de Bragança (UCR Bragança). O objetivo principal da revista foi assegurar ordem, disciplina e eficiência no gerenciamento das atividades operacionais nas unidades prisionais.

A revista contou com mais de 80 operadores e foi conduzida pelo secretário adjunto de Gestão Operacional (Sago) da Seap, Ringo Alex Frias, que foi acompanhado pelos agentes das forças especializadas do Comando de Operações Penitenciárias (Cope), comandado pelo capitão QOAPM Maués, do Grupo de Ações Penitenciárias (GAP), comandado pelo policial penal Julio Cesar Neris e do Grupo de Busca e Recaptura (GBR), que esteve comandado pelo policial penal Leão. 

O secretário Ringo Alex Frias destacou o resultado da operação, que segundo ele “foi bem sucedida, não sendo encontrado nada ilícito nas três unidades que a comitiva percorreu”. Frias ressalta ainda, que todas as normas estabelecidas nos manuais de procedimento da Seap foram seguidas. “É válido e oportuno parabenizar o trabalho desenvolvido na Casa Penal, abarcando o corpo diretivo, operadores e servidores da área meio, que laboram diuturnamente para um Sistema Prisional estável e seguro”, afirma Ringo.

O secretário ainda enfatizou a importância das operações para a preservação da segurança, atestando a eficácia competente do desempenho da Seap ao longo dos últimos anos. “Essas operações são extremamente necessárias para que se possa manter o controle das atividades relacionadas à questão dos nossos protocolos de segurança, a manutenção dos procedimentos operacionais. Assim podemos oferecer também às pessoas privadas de liberdade uma qualidade no atendimento e na assistência, conforme preconiza a Lei de Execuções Penais”, finalizou.

 

Texto: Jaime Diniz - NCS/Seap Pará 

brazino777 Mapa do site