brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
GERAÇÃO DE RENDA

Sectet promove curso de gastronomia para mais de 250 pessoas

As aulas são realizadas em nove Usinas da Paz por todo o Pará

Por Lilian Guedes (SECTET)
19/01/2024 10h06

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) com o intuito de qualificar a população paraense em vários segmentos, promove diversos cursos profissionalizantes, dentre eles, o de gastronomia. Em parceria com a Secretaria de Estado de Articulação e Cidadania (Seac), os espaços das Usinas da Paz são ofertados para a realização dos cursos. 

Atualmente, a Sectet está em andamento do curso em nove unidades, simultaneamente, totalizando 270 pessoas em formação, nas usinas de Parauapebas, Canaã dos Carajás, Jurunas, Terra Firme, Guamá, Cabanagem, Marituba, Icuí-Guajará e Bengui. 

Alan Silva, 47, aluno do curso de “Lanches, pães e bolo” ofertado na Usina da paz do Jurunas, trabalha como vendedor de lanches e salgados. Ele viu nesta iniciativa uma grande oportunidade para alavancar o seu negócio.

“Esses cursos são muito importantes, pois tem pessoas que precisam dessas formações como uma maneira de aprender e qualificar para ir buscar seu sustento. Eu já atuo na rua vendendo lanches e agora já consegui aumentar a produção e comprar um carro de lanche. Eu vi no curso a oportunidade de ter um futuro melhor”, afirma o aluno.

As aulas são oferecidas nos três turnos, com carga horária de 120 horas e duração de até dois meses. Os participantes aprendem desde a habilidade básica de cozinha a como vender seu produto, e fotografar para as redes sociais como forma de fazer seu marketing. A metodologia de ensino passa por todas as cozinhas clássicas da gastronomia tanto na teoria quanto na prática, além de estar aliada à realidade econômica dos alunos. O coordenador do curso de gastronomia pela Sectet, Bruno Morais, fala da importância da qualificação para potencializar a economia local através do aprendizado e da qualificação da mão de obra.

“Os cursos que a gente oferece, hoje, nas usinas, contribuem, principalmente, para o fomento da empregabilidade e o empreendedorismo dessas pessoas. A ideia das inscrições ocorrerem diretamente na recepção das usinas é para fortalecer e valorizar, cada vez mais, a própria comunidade do entorno dessas usinas, que eles participem dessas ações, dessas atividades e que fiquem nos cursos do início ao fim, para que possam receber a certificação e finalmente consigam uma vaga no mercado de trabalho ou então consigam montar seus próprios negócios”, ressaltou Bruno Morais.

A Sectet conta com um quadro de 18 instrutores voltados para a capacitação destes alunos. Entre os módulos oferecidos, está a Cozinha quente descomplicada; Lanches, pães e bolos; Formação em culinária amazônica; Feijoada brasileira; Vatapá; Caldinhos e sopas e Doces simples e finos. 

O intuito é fortalecer a economia local, bem como o crescimento de pequenos empreendedores para que possam expandir seus negócios. Ao final de cada módulo, todos recebem certificação. 

Nos anos de 2021 até 2023, foram atendidos 16.200 alunos nas aulas de culinária. Projeto que expandiu o negócio de diversas pessoas, como enfatiza Bruno Morais.

“Hoje, a gente já tem vários exemplos de cases de sucesso, de pessoas que já montaram a sua venda de bolos, confeitados em casa, venda de coxinhas, salgados, pessoas que montaram seus espetinhos de rua na frente de casa, venda de comida típica. Então, hoje posso dizer que as Usinas da Paz, no contexto das salas de culinária já são um sucesso. Todas as vezes que nós abrimos as inscrições, [os cursos] lotam imediatamente e a gente tem que criar um cadastro de reserva, justamente para que isso possa, cada vez mais, atender o maior número de pessoas e que essas pessoas saiam satisfeitas também”, finalizou o coordenador.

brazino777 Mapa do site