brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
BEM-ESTAR EMOCIONAL

No Regional do Sudeste do Pará, reencontro de paciente com seus cães ajudam na recuperação

Melissa, Snoopy e Mel levaram alegria e esperança para a usuária, que está há 25 dias internada no hospital

Por Ascom (Ascom)
19/01/2024 10h48

Dalila Alencar, moradora de Marabá, está há 25 dias internada no Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, para tratamento ortopédico. Nesse período desafiador, uma ação especial realizada essa semana trouxe momentos de alegria e esperança para seus dias: a visita carinhosa de seus amados pets, Melissa, Snoopy e Mel. 

A paciente se emocionou ao reencontrar seus companheiros caninos no pátio externo da instituição. "É como se uma parte do meu lar estivesse aqui comigo. Eles são meu suporte emocional, e a presença deles trouxe luz para os meus dias no hospital", explicou. 

A usuária ainda ressaltou que a iniciativa renovou suas esperanças de tratamento. "Eu sei que ainda tenho longo caminho pela frente, mas a visita dos meus pets me deu forças para continuar lutando. Eles me lembraram que, mesmo nos momentos difíceis, sempre há algo para nos alegrar. Sou grata por ter eles em minha vida", destacou. 

A ação do hospital visa o cuidado centrado no paciente, abordagem que prioriza as necessidades, preferências e valores individuais dos usuários, permitindo que eles tenham uma maior participação em seu próprio processo de cuidado e decisões sobre tratamento. 

"Essa experiência destacou o valor inestimável do cuidado centrado no paciente, onde a atenção às necessidades emocionais e pessoais é tão importante quanto o tratamento clínico. A visita dos cães não foi apenas um gesto de compaixão, mas uma estratégia terapêutica integral, refletindo a importância de abordagens holísticas na saúde", explicou Alan Ferreira, diretor assistencial do hospital.  

Mayara Feitosa Moreira, enfermeira responsável pelo Serviço de Infecção Hospitalar (SCIH) da instituição, esclareceu que a iniciativa foi minuciosamente coordenada para garantir a segurança e a saúde de todos os envolvidos, em conformidade com os rigorosos protocolos de controle de infecções adotadas pelo hospital. “Todos os cães envolvidos no processo foram minuciosamente avaliados para garantir que não representassem nenhum risco aos pacientes”, explicou a profissional. 

Benefícios terapêuticos - A iniciativa do Regional de Marabá destaca como ações centradas no paciente, como a presença de animais de estimação no ambiente hospitalar, promovem não apenas a cura física, mas também o bem-estar emocional, demonstrando a importância de abordagens holísticas na promoção da saúde e na recuperação dos usuários. 

 "Os benefícios terapêuticos da ação vão além do aspecto físico. A presença dos cães não só alivia o estresse e a ansiedade da paciente, mas torna o ambiente mais acolhedor e humano. A conexão com os animais proporciona conforto emocional, e serve como incentivo para enfrentar os desafios da recuperação, fazendo com que o paciente se sinta respeitado e acolhido ", destacou a assistente social da unidade, Natali Ormond. 

A enfermeira Letícia Silva que atua na instituição, explicou que para pacientes de longa permanência, a visita dos pets criou uma atmosfera de normalidade no ambiente hospitalar, muitas vezes associada a procedimentos médicos e rotinas rigorosas. 

"Isso fortalece o aspecto humano do cuidado, lembrando aos pacientes que eles são mais do que suas condições médicas. Além disso, a interação com os animais pode estimular a motivação, a alegria e a sensação de pertencimento, fatores cruciais na jornada de recuperação", concluiu. 

Perfil – O Hospital Regional do Sudeste pertence ao Governo do Pará, é gerenciado pelo Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia (ISSAA) em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).   

A unidade hospitalar referência para procedimentos de média e alta complexidade para mais de 1 milhão de pessoas, em 22 municípios da região, conta com 115 leitos, dos quais 77 são para unidades de internação clínica e médica, e 38 para Unidades de Terapia Intensiva (UTI), UTI Adulto, Pediátrica e Neonatal.   

brazino777 Mapa do site