brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
CULTURA

Sessão debate reforça o Cine Líbero Luxardo como instrumento de acesso à cultura audiovisual

Por Gustavo Pêna (FCP)
22/01/2024 13h29

“O cinema é uma fábrica de sentimentos. Sou muito grato por esta experiência grandiosa e principalmente , por poder habitar esse espaço", disse o jovem Marcello Vitor, frequentador do Cine Líbero Luxardo. O sentimento de Marcello reforça a importância que o espaço tem como instrumento de acesso à cultura audiovisual paraense. No último final de semana, a sala de cinema mais charmosa de Belém promoveu a sessão debate do filme brasileiro Pedágio, com a presença da diretora Carolina Markowicz e da atriz Maeve Jinkings, protagonista do longa-metragem.

Atriz Maeve Jinkings“Vim a Belém pela primeira vez há dois anos, assisti a um filme no Líbero e pude ver a cinefilia que ferve na cidade. O que acontece no Líbero é muito especial, a gente está muito feliz de passar Pedágio aqui. Espero que todo mundo consiga ver. É uma honra poder estar aqui, apresentando o filme com tanta gente interessada nessa sala que é tão emblemática na cidade”, disse Carolina Markowicz, que tem Pedágio como destaque na programação da semana do Líbero.

Apesar de ter nascido em Brasília, a atriz Maeve Jinkings passou a maior parte da sua infância e adolescência em Belém, mantendo laços com os familiares que ainda residem na capital do estado. “Parte da minha formação cinéfila, humanista, está ligada à programação do Cine Líbero Luxardo. A minha identidade está profundamente conectada com a paraense em muito sentidos. Saí daqui há 24 anos, era uma jovem adulta, de modo que o meu imaginário está ligado a essa cidade. Pela primeira vez tenho a chance de estar presente em um lançamento de um filme na cidade onde cresci, com a minha família na plateia”.

Entendendo que o cinema promove a diversidade cultural, o governo do Estado, através da Fundação Cultural do Pará (FCP), entregou, no final de 2023, o Cine Líbero Luxardo reformado, com nova estrutura, incluindo tratamento acústico, iluminação na sala e corredores, pisos e pintura. A sala de exibição, agora, possui 102 assentos, sendo dois destinados a Pessoas com Deficiência (PcD).

O espaço tem o novo hall Vicente Cecim, que é para exposições temporárias sobre aspectos da história do cinema e sobre filmes que estarão em cartaz, prestando homenagens a pessoas ligadas ao audiovisual. A segunda etapa das obras tem previsão de ser entregue ainda em janeiro e inclui a modernização dos equipamentos do cinema, com a aquisição de projetores digitais a laser de última geração e sistema de som padrão dolby digital compatível.

“Ficamos felizes em saber que o Cine Líbero Luxardo é uma referência cinematográfica não só para o povo do nosso estado, mas também para profissionais como a Carolina Markowicz e a Maeve Jinkings, que têm recebido premiações internacionais pelos seus trabalhos. A obra recente no nosso cinema proporciona que o espaço vá para além da exibição dos filmes, como pudemos notar na sessão debate do último final de semana, quando a sala recebeu a sua capacidade máxima, promovendo a diversidade cultural através do audiovisual”, avalia o presidente da FCP, Thiago Miranda.

brazino777 Mapa do site