brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
TERRITÓRIOS SUSTENTÁVEIS

Cadastro de produtores no programa AgroTAG segue até 9 de fevereiro

Por Lorena Esteves (SEDAP)
25/01/2024 11h18

Ao longo do mês de janeiro, o Governo do Estado segue realizando o cadastramento de produtores rurais no programa AgroTag, plataforma para acesso às políticas do Programa Territórios Sustentáveis (PTS). Após o cadastro, as famílias acessam benefícios e contrapartidas do programa, como análise de solo, insumos e serviços - para implantação de Sistemas Agroflorestais (SAFs), técnica que reúne culturas alimentares com essências florestais, recuperando o solo degradado e garantindo a sustentabilidade socioambiental.

A produtora de mandioca do Quilombo do Abacatal, em Ananindeua, Rosivane Carvalho, destaca os benefícios do cadastramento no programa. “O Programa Territórios Sustentáveis ajuda os pequenos produtores com treinamentos, recursos e tecnologias sustentáveis para que eles possam crescer economicamente e ajudar o meio ambiente em suas comunidades, como na minha comunidade quilombola”, ressalta.

O Sistema AgroTag Pará, composto pelo aplicativo em aparelhos celulares e pelo site, é uma ferramenta que apoia o trabalho de técnicos e gestores na coleta de dados do campo, verificação do uso das terras e dos sistemas produtivos agropecuários e florestais, além do monitoramento das propriedades rurais. O sistema criado é fruto de uma parceria entre o Governo do Estado e a Embrapa Amazônia Oriental (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e é voltado especificamente para as ações do Territórios Sustentáveis.

Segundo o coordenador do PTS da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Agropecuário e Pesca (Sedap), Victor Catuxo, até a realização da COP 30, evento da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre mudanças climáticas que ocorrerá em 2025, em Belém, a proposta é que essas áreas de implantação de Sistemas Agroflorestais sejam visitadas por autoridades, ativistas, especialistas e público interessado em conhecer as técnicas utilizadas.

“Além do programa mudar o olhar do pequeno produtor para matrizes agrícolas mais sustentáveis, o objetivo é que tenhamos até a COP 30 áreas com potencial para visitação, advindas de programas como este do Estado do Pará”, adianta o coordenador.

Prazos e locais de (re)cadastramento - A campanha de (re)cadastramento no Quilombo do Abacatal ocorre em parceria entre a Sedap, com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Semas) e a Prefeitura de Ananindeua. O planejamento da ação no município, de acordo com o coordenador da Divisão de Agricultura Familiar de Ananindeua, Gabriel Monteiro, prevê atualização e inclusão de novos cadastrados até o dia 9 de fevereiro, com a entrega de mudas, adubos e fertilizantes até dia 22 de fevereiro.

“Tivemos uma reunião de planejamento junto à Sedap traçando etapas para atualização e inclusão de novos beneficiários e entrega dos materiais. Estamos começando pelo Quilombo do Abacatal, depois vamos para as regiões das ilhas e bairros urbanos e periurbanos”, explica Gabriel Monteiro.

brazino777 Mapa do site