brazino777

Agência Pará
Agência Pará
pa.gov.br
Ferramenta de pesquisa
ÁREA DE GOVERNO
TAGS
REGIÕES
CONTEÚDO
PERÍODO
De
A
HUMANIZAÇÃO

Projeto Heróis do Metropolitano tranquiliza pacientes pediátricos no Hospital Metropolitano

As crianças internadas na unidade para procedimento cirúrgico recebem fantasias de seus personagens favoritos

Por Alberto Dergan (HMUE)
08/02/2024 08h00

Um projeto especial tem feito a alegria de crianças internadas no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), localizado em Ananindeua, Região Metropolitana de Belém. Trata-se do “Heróis do Metropolitano”, que pretende amenizar sentimentos negativos trazidos pelo período de internação, como, por exemplo, o medo e a ansiedade, a partir de fantasias de personagens infantis.

Com o projeto, por meio de um book digital, os pequenos escolhem uma das fantasias disponíveis, entre super-heróis e super-heroínas. No dia do procedimento, a criança vai para o bloco cirúrgico fantasiada e é recebida pela equipe multiprofissional, composta por médicos, enfermeiros e técnicos, de forma mais leve e humanizada.

“O projeto vem garantir maior entrega de valor aos usuários do HMUE, proporcionando um ambiente mais humanizado, favorecendo o bem-estar e a alegria por meio do lúdico. Busca, ainda, reduzir o estresse das crianças durante o período de internação e garantir maior participação no processo do cuidado”, afirmou o gerente assistencial Ricardo Gomes.

Vinda de Capanema, nordeste paraense, Suellen Krislle Oliveira, 32, é mãe de Alexandro Oliveira e conta que o filho gosta muito do Homem de Ferro e se animou com a possibilidade de vestir a capa do personagem antes da cirurgia. 

“Nossa, com toda a certeza essa atividade não somente traz mais alegria como também deixa o ambiente mais leve. Sabemos que nenhuma cirurgia é simples, ainda mais em criança, mas esse cuidado e humanização fazem toda a diferença e eu sou extremamente grata”, diz.

Para o menino, de 11 anos, se fantasiar com o personagem será uma felicidade. “Eu gosto muito do homem de ferro. Vai ser legal ir para a cirurgia vestido como ele”, comentou.

O sorriso no rosto da pequena Emanuela Sophia, de apenas 7 anos, comprova a felicidade sentida ao poder escolher uma fantasia. “Eu gosto muito da Frozene que bom que ela estará aqui comigo durante a cirurgia para curar o meu braço”, disse a menina.

Emocionada, a avó de Sophia, Sandra Nazaré, 57, agradece o carinho e a assistência prestada à neta na unidade hospitalar. “O atendimento aqui tem sido excelente e, agora, com mais essa surpresa positiva, é ainda melhor. Os adultos ficam apreensivos, independente do grau da cirurgia, mas ver as crianças mais relaxadas e animadas conforta bastante”, pontuou.

Mais humanização – Dentro da unidade hospitalar, que pertence à rede de saúde pública do Estado do Pará, e é gerenciada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), diversos projetos são desenvolvidos para o bem-estar dos pacientes.

Entre os projetos estão musicoterapia, atividades na horta hospitalar, além de ações informativas, doação de livros, contação de histórias e a educação continuada por meio da Classe Hospitalar.

Estrutura- Referência no tratamento de média e alta complexidade, em traumas e queimados, pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o HMUE dispõe de 208 leitos operacionais nas especialidades de traumatologia, cirurgia geral, neurocirurgia, clínica médica, pediatria, cirurgia plástica, exclusiva para pacientes vítimas de queimaduras, e leitos de UTI.

Somente em 2023, mais 700 mil atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais foram ofertados a pacientes da Região Metropolitana, dos diferentes municípios do Pará e também de outros Estados.

brazino777 Mapa do site